4 procedimentos básicos que auxiliam no processo de formação de vínculo com o novo colaborador

18/07/17

4 procedimentos básicos que auxiliam no processo de formação de vínculo com o novo colaborador

 

A formação do vínculo com o colaborador é uma etapa importantíssima que acontece de forma automática sempre que um novo funcionário inicia na empresa, este vínculo pode ser negativo ou positivo e isso irá depender com que qualidade será estabelecido. O Vínculo positivo auxilia no engajamento do colaborador, na cultura da empresa e facilita o relacionamento do novo integrante com a equipe, gerando comprometimento. Já o vínculo negativo, pode gerar uma não adaptação.

Para que aja um bom vínculo alguns procedimentos podem auxiliar nesse processo, são eles:

Integração dos novos colaboradores: esse processo é o primeiro contato do novo colaborador com a empresa, sua cultura e suas regras, pode variar na quantidade de horas e etapas destinadas a esse momento, deve acontecer independentemente do tamanho da organização. O principal ponto dessa etapa é repassar as regras da empresa, bem como apresentar processos e produtos da mesma, as dependências e pessoas chave também devem ser apresentadas aos novos colaboradores.

Manual de integração: no manual deve conter a história da organização, regras, normas, benefícios, e informações gerais sobre a empresa, ele pode ser entregue ao funcionário nos seu primeiro dia de trabalho. Esse procedimento formaliza as instruções passadas no momento da integração.

Apadrinhamento: é a escolha de um colaborador para que acompanhe o novo funcionário nos primeiros tempos na empresa, alguém que possa auxiliar nas tarefas bem como nas dependências da empresa ou para esclarecer quaisquer dúvidas. A escolha dessa pessoa deve ser feita com cuidado, pois ela será como um padrinho para o novo colaborador.

Avaliação de experiência: esse procedimento acontece após alguns dias do novo colaborador ter ingressado na empresa, para que ele já esteja atuando na sua função, mais precisamente ocorre no período de experiência. É nesse momento que o líder terá uma conversa formal sobre o desempenho do novo colaborador, a fim de fornecer um feedback positivo, e caso tenha aspectos a serem corrigidos é nessa conversa que isso deve ser pontuado, é o momento também que o funcionário tem para colocar sua visão sobre a empresa e o trabalho. Para esse processo ser mais organizado, pode ser criado um formulário de registro.

 

Esses são alguns procedimentos que auxiliam no processo de vínculo com o novo colaborador.

 

RH em EVOLUÇÃO

Thais da Silva Scremin

Psicóloga pós graduada em Gestão de Recursos Humanos,

 Sócia Diretora na Virtude Consultoria

Atua no desenvolvimento de pessoas e organizações, como facilitadora e consultora.

Sua missão é desenvolver talentos e aprimorar políticas de gestão de pessoas,

                                                    tornando ambientes corporativos mais humanizados.