Cuide do seu jardim

02/08/16

Existem pessoas que fazem questão de fazer o que amam, o que gostam, o que querem, independente do que os outros possam pensar, e isso nem significa não se importar com a opinião alheia, na verdade tem mais a ver com se colocar em primeiro lugar. Ter essa postura significa cuidar de si mesmo, significa assumir o controle da própria vida e a responsabilidade pela própria felicidade.

Por outro lado há aqueles que fazem questão de se colocarem em segundo lugar sempre, de deixar os outros ou as circunstâncias ditarem as regras da sua vida. Esses se preocupam em ser agradáveis e solícitos com os outros, mas vão esquecendo de si mesmos e ficam a mercê das situações que vão acontecendo, sem ter uma direção certa, sem ter um propósito que seja seu.

Sim, devemos ser agradáveis com os outros, o que não devemos é nos anularmos. Devemos ser gentis e prestativos, o que não devemos é viver sem sonhos e objetivos próprios. Afinal, cada um só poda dar aquilo que tem, então sem sonhos, sem objetivos, sem entusiasmo... O que é que teremos a oferecer?

 

Vamos cuidar do nosso jardim?

 

O que é importante para você?

O que te faz feliz? O que te desafia? O que te empolga? O que mais importa para você na vida?

Saber a resposta para essas perguntas é imprescindível. É necessário reconhecer o que importa para você, pois só assim poderá colocar isso como prioridade na sua vida.

 

Como você ocupa seu tempo?

Depois de definir o que é importante, vamos avaliar: quanto tempo você dedica a isso?

Seu tempo tem que ser usado para desfrutar das coisas importantes. Tudo bem que às vezes precisamos fazer coisas por obrigação, mas isso não pode ser a regra. A maior parte do tempo deve ser dedicada ao que é importante, ao que nos faz bem, ao que trará resultados para nossa vida, nos levando na direção do que queremos.

 

O que você faz simplesmente por que gosta?

Você pode gostar do seu trabalho (e espero que goste), mas, além do trabalho e dos estudos, o que mais você gosta de fazer?

E não vale respostas como: “comer e dormir”! Vamos pensar além disso... O que você gosta de fazer? Música? Dança? Algum esporte? Ajudar alguém? Lutar por uma causa?

Quais são suas paixões?

Quando foi a última vez que chorou de rir? Que viveu um momento memorável? Que sentiu uma alegria indescritível? Que aprendeu algo novo?

Vamos lá! Se você não sabe responder todas essas perguntas, está na hora de buscar pelas respostas. E elas estão dentro de você!

 

Cuide do seu jardim.

E já dizia Mário Quintana que o segredo é não correr atrás das borboletas…
É cuidar do jardim para que elas venham até você.

 

 Marina Pozzer

Psicóloga e Coach