Todo dia é ano novo

29/11/16

Mais um ano chega ao fim e um novo se inicia.
É comum nesse período avaliar o ano que deixamos para trás. Então lembramos as conquistas que obtivemos, as dificuldades pelas quais passamos e, principalmente, o que ainda não realizamos. Depois pensamos sobre as novas 365 oportunidades que teremos no próximo ano e fazemos uma lista de metas, objetivos e sonhos que desejamos alcançar. E mais uma vez nos enganamos, achando que a virada de ano é o que nos dá a motivação e a vontade de fazer as coisas acontecerem, de fazer com que os sonhos se tornem realidade.
É importante fazer esse ritual, pois ele é o gás para entendermos as coisas que realmente queremos e que irão realmente trazer felicidade para nossa vida. O erro está em fazermos isso apenas no início de cada ano e depois passarmos o resto dos dias sem refletir sobre como tornar as nossas vidas melhores e agir para isso, sem fazer as coisas acontecerem. Então vivemos mais um ano esquecendo-nos de agir de acordo com nossos sonhos e aspirações e adiando as decisões e ações necessárias para a mudança que queremos.
Desculpas como: “no próximo ano farei diferente, agora já está no final”; “não tenho tempo para isso agora”; “um dia desses eu faço”; quando tiver dinheiro, realizarei os meus sonhos” e muitas outras são sintomas recorrentes daqueles que adiam a felicidade, adiam os seus sonhos, adiam a vida...
Esquecemos que todo dia é ano novo, que cada dia é o dia certo para fazer as coisas acontecerem, que hoje é o único momento que temos para viver e agir. Assim, a principal meta para o próximo ano deveria ser inspirada em Dalai Lama, que disse: “Hoje é o dia certo para amar, acreditar, fazer e principalmente viver”. Hoje... sempre. Hoje... nos 365 dias do novo ano. 


Alessandra Pozzer
Professora e Escritora